Search
Close this search box.

Hidrografia Regional – Nova

  • Início
  • Hidrografia Regional – Nova

A divisão do território brasileiro em Bacias Hidrográficas foi proposta pelo Departamento Nacional de Águas e Energia Elétrica (DNAEE), em fevereiro de 1972, com a finalidade de ampliar e melhorar a oferta de dados aos usuários, e implementar um sistema de informações capaz de processar os dados com eficiência e em tempo hábil, que utilizasse métodos lógicos e modernos.

A Hidrográfica Nacional, instituída pelo Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH), estabelece as doze Regiões Hidrográficas brasileiras, através da Resolução nº 32/2003. As unidades hidrográficas foram propostas pelo Plano Nacional de Recursos Hídricos (PNRH), aprovado pela Resolução CNRH nº 58/2006.  Mais informações sobre as Regiões Hidrográficas Brasileiras podem ser obtidas aqui.

São Regiões Hidrográficas: bacias, grupo de bacias ou sub-bacias hidrográficas próximas, com características naturais, socais e econômicas similares. Esse critério de divisão das regiões visa orientar o planejamento e gerenciamento dos recursos hídricos em todo o país.

De acordo com a classificação brasileira, a área de atuação do Comitê de Bacia Hidrográfica Lagos São João integra a Região Hidrográfica do Atlântico Sudeste, conforme mapa abaixo:

Unidades Hidrográficas da Bacia Hidrográfica Atlântico Sudeste e principais cidades (Fonte: Agência Nacional das Águas – ANA).

No território do Estado do Rio de Janeiro foi dividido em nove Regiões Hidrográficas (RHs), homologadas pelo Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CERHI-RJ), cujo mapa pode ser acessado aqui.

As águas interiores, sob a forma de rios e lagoas, são a marca da área onde o CBHLSJ atua, que é conhecida em grande parte como “Região dos Lagos”, trata-se da Região Hidrográfica VI do Estado do Rio de Janeiro – Lagos São João. Nessa RH, destaca-se a lagoa de Araruama, que é o maior corpo de água costeiro hipersalino em estado permanente do mundo. Abaixo, estão apresentadas as quatro bacias hidrográficas que formam a RH VI:

Bacia Hidrográfica
(BH)
AbrangênciaÁrea
(km
2)
Municípios
BH das Lagoas de Saquarema, Jaconé e Jacarepiá.Reúne as bacias das lagoas de Saquarema, Jaconé e Jacarepiá e a área de restinga entre as lagoas e o mar.287,4Saquarema e Maricá
BH da Lagoa de Araruama e do Cabo FrioReúne a bacia da lagoa de Araruama, as restingas de Massambaba e Cabo Frio e o acidente geográfico chamado de Cabo Frio656,2Araruama, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Saquarema e Rio Bonito.
RH do Rio Una e do Cabo de BúziosReúne a bacia do rio Una, o Cabo de Búzios e as terras a retaguarda das praias do Peró.530,4Cabo Frio, Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Araruama e Armação dos Búzios
RH do Rio São João e Represa de JuturnaíbaReúne o rio São João e seus afluentes.2143,2Cachoeiras de Macacu, Rio Bonito, Casimiro de Abreu, Araruama, São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Rio das Ostras e Silva Jardim.
ÁREA TOTAL:3617,2 km2

Mais informações sobre as bacias hidrográficas podem ser obtidas aqui

Sua hidrografia pode ser observada no mapa a seguir:

Sobre os rios, lagoas e represas releva destacar os fatos a seguir:

– Rios

Contam-se mais de uma centena de rios, riachos e córregos perenes e intermitentes. Os principais são:

· Os rios São João, Bacaxá e Capivari;

· Afluentes do rio São João, como os rios Aldeia Velha, Dourado, Bananeiras, Pirineus, Maratuã, Indaiaçu, Lontra, Valas do Consórcio e Jacaré.

· Afluentes dos rios Bacaxá e Capivari, como os rios do Ouro, Vermelho, Catimbau Grande, Boa Esperança, Jaguaripe, Piripiri e das Onças.

· O rio Una, seu formador, o rio Godinho e seus afluentes – os rios Papicu e Frecheiras;

· O rio das Ostras e seus formadores – rios Iriri e Jundiá;

· Os rios das Moças e Mataruna que deságuam na lagoa de Araruama;

· Os rios Roncador ou Mato Grosso, Tingui, Mole, Jundiá, Seco, Padre e Bacaxá, que alimentam a lagoa de Saquarema;

– Lagoas

O Censo preliminar realizado pelo CILSJ revelou a existência de 38 lagoas, sendo uma extinta – a lagoa de Juturnaíba, que hoje é uma represa.

Lagoas da Região do Consórcio

NLagoaMunicípio(s)
1Lagoa de JaconéMaricá e Saquarema
2Ecossistema Lagunar de Saquarema (Lagoas de Urussanga ou Mombaça, Jardim, Boqueirão e de Fora ou Saquarema)Saquarema
3Lagoa das MarrecasSaquarema
4Lagoa NovaSaquarema
5Lagoa do brejo do MutumSaquarema
6Lagoa de JacarepiáSaquarema
7Lagoa de IpitangasSaquarema
8Lagoa de Jaconé PequenaSaquarema
9Lagoa VermelhaSaquarema e Araruama
10Lagoa de AraruamaSaquarema, Araruama, Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Arraial do Cabo e Cabo Frio
11Lagoa PitanguinhaAraruama
12Lagoa PernambucaAraruama
13Lagoas dos Brejos do Pau-Fincado, Espinho, Grande e MosquitoArraial do Cabo (Restinga de Massambaba)
14Lagoa AzulArraial do Cabo (Restinga de Massambaba)
15Lagoa da Prainha ou VerdeArraial do Cabo
16Lagoa de BeberArraial do Cabo
17Lagoa Barra NovaArraial do Cabo
18Lagoa do MeioCabo Frio
19Lagoa RasaCabo Frio
20Lagoa ÚltimaCabo Frio
21Lagoas da Duna Dama BrancaCabo Frio
22Lagoa do PeróCabo Frio
23Lagoa da Praia de CaravelasArmação dos Búzios
24Lagoa do CantoArmação dos Búzios
25Lagoa da FerraduraArmação dos Búzios
26Lagoa de GeribáArmação dos Búzios
27Lagoa dos Ossos ou da UsinaArmação dos Búzios
28Lagoa do Brejo da HelenaArmação dos Búzios
29Lagoa do Brejo do VinvímArmação dos Búzios
30Lagoa do Brejo de TucunsArmação dos Búzios
31Lagoa do Brejo da RasaArmação dos Búzios
32Lagoa do Brejo da FazendinhaArmação dos Búzios
33Lagoas dos Brejos do rio UnaCabo Frio e Armação dos Búzios
34Lagoa de JuturnaíbaSilva Jardim
35Lagoa de IpucaCasemiro de Abreu

Fonte: CILSJ – Censo Preliminar das Lagoas – 2003

Via de regra, as lagoas são ecossistemas rasos que apresentam grandes diferenças quanto as suas características físicas, químicas e biológicas.

– Represas e Açudes

No rio São João encontra-se a represa de Juturnaíba que é a principal fonte de água para abastecimento humano. Quando cheia, o nível da água da represa atinge a cota de 8,4m acima do nível do mar. Nesta situação, a superfície da represa é de 43 km2, perímetro de 85 km, largura máxima de 4,0 km e comprimento máximo de 15 km. A profundidade máxima atinge 8,0m, enquanto que a média é de 2,3m. A represa tem capacidade de acumular um volume de 10 milhões de m3, sendo o tempo de residência da água (detenção hidráulica) estimado em 38 dias pela FEEMA.

Contam-se ainda dezenas de açudes, todos de pequeno tamanho, utilizados principalmente para dessedentação do gado e para irrigação.